Autor Tópico: 2º GP Int. Beiras e Serra da Estrela (2-4 Junho 2017)  (Lida 2553 vezes)

Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.702
  • Desde: Mai 2017
A 13 km da meta, Raúl Alarcón (W52-FC Porto) segura 2m00s sobre o grupo perseguidor. Neste grupo conseguiu entrar Jesús del Pino (Efapel), que é o virtual camisola amarela.


Offline UANINAUEI

  • Lugar Anual
  • Arquibancada
  • *****
  • Mensagens: 332
  • Desde: Jun 2016
A 13 km da meta, Raúl Alarcón (W52-FC Porto) segura 2m00s sobre o grupo perseguidor. Neste grupo conseguiu entrar Jesús del Pino (Efapel), que é o virtual camisola amarela.

Não se sabe nada do Mestre ?

Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.702
  • Desde: Mai 2017
Raúl Alarcón (W52-FC Porto) vence a terceira e última etapa. Está a contar o cronómetro para saber quem conquista o GP Internacional Beiras e Serra da Estrela.


Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.702
  • Desde: Mai 2017
Jesús del Pino (Efapel) acaba de chegar e é o vencedor do GP Internacional Beiras e Serra da Estrela!


Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.702
  • Desde: Mai 2017

Offline Bala

  • Bancada lateral
  • **
  • Mensagens: 666
  • Desde: Mai 2016
A equipa tentou dar uma oportunidade ao Ricardo Mestre de ganhar a geral. Digo eu.

Em condições normais o Alarcon ganhava a geral. Fica mais um festival do Espanhol.

Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.702
  • Desde: Mai 2017
Classificações
3.ª Etapa: Belmonte - Manteigas, 163 km
1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 4h46m00s (Média: 34,196 km/h)
2.º João Benta (RP-Boavista), a 1m24s
3.º Dmitrii Strakhov (Lokosphinx), mt
4.º Sergio Pardilla (Caja Rural-Seguros RGA), mt
5.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), mt
6.º Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), a 1m28s
7.º Jesús del Pino (Efapel), a 1m29s
8.º Henrique Casimiro (Efapel), a 1m45s
9.º David da la Fuente (Louletano-Hospital de Loulé), a 2m34s
10.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), mt

Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.702
  • Desde: Mai 2017
Geral Individual
1.º Jesús del Pino (Efapel), 15h11m03s
2.º Alexander Evtushenko (Lokosphinx), a 58s
3.º Beñat Txoperena (Euskadi Basque Country-Murias), a 1m11s
4.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), a 2m00s
5.º Ricardo Mestre (W52-FC Porto), a 2m15s
6.º João Benta (RP-Boavista), a 3m28s
7.º Dmitrii Strakhov (Lokosphinx), a 3m30s
8.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), a 3m34s
9.º Sergio Pardilla (Caja Rural-Seguros RGA), mt
10.º Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), a 3m38s

Offline mega_dragon

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 2.170
  • Desde: Jun 2012
Geral Individual
1.º Jesús del Pino (Efapel), 15h11m03s
2.º Alexander Evtushenko (Lokosphinx), a 58s
3.º Beñat Txoperena (Euskadi Basque Country-Murias), a 1m11s
4.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), a 2m00s
5.º Ricardo Mestre (W52-FC Porto), a 2m15s
6.º João Benta (RP-Boavista), a 3m28s
7.º Dmitrii Strakhov (Lokosphinx), a 3m30s
8.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), a 3m34s
9.º Sergio Pardilla (Caja Rural-Seguros RGA), mt
10.º Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), a 3m38s

Pela classificação geral devemos ter ganho por equipas...

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
Os corredores espanhóis dominaram hoje a terceira e última etapa do GP Internacional Beiras e Serra da Estrela. Raúl Alarcón (W52-FC Porto) foi o primeiro a cortar a meta, em Manteigas, depois de percorridos 163 quilómetros desde Belmonte. Jesús del Pino (Efapel) arrebatou a camisola amarela e conquistou a vitória mais importante da carreira.

A tirada deste domingo era a mais curta da prova, mas também a mais exigente, com passagem pelo alto da Torre. Foi precisamente na subida ao ponto mais alto de Portugal Continental, uma escalada de 28,5 quilómetros desde Seia, que a etapa começou a ter a configuração que permitiria mudar a geral individual.

Em plena escalada, a W52-FC Porto endureceu o ritmo e alcançou o grupo de seis fugitivos que andara em fuga desde o tiro de partida. Raúl Alarcón aproveitou o trabalho dos colegas para se isolar. O valenciano chegou a ter mais de 2 minutos de vantagem sobre os perseguidores, acabando por chegar ao fim da jornada com 1m24s de vantagem sobre os adversários mais próximos. O segundo a cortar a meta foi João Benta (RP-Boavista) e o terceiro foi Dmitrii Strakhov (Lokosphinx).

Jesús del Pino conseguiu entrar no primeiro grupo perseguidor, sendo o único dos quatro fugitivos da jornada inaugural a fazê-lo. Aproveitou a vantagem conseguida na primeira etapa para proclamar-se vencedor do Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela, conquistando, aos 26 anos, a primeira prova por etapas da carreira. O russo Alexander Evtushenko (Lokosphinx), que partiu com a camisola amarela, terminou na segunda posição da geral, a 58 segundos. O terceiro foi o basco Beñat Txoperena (Euskadi Basque Country-Murias), a 1m11s.

“A tática da equipa passava por ganhar a etapa e tentar vencer a geral. Ataquei para conquistar a etapa. Foi pena o Ricardo Mestre não conseguir manter-se na roda do Jesús del Pino”, analisou Raúl Alarcón.

Jesús del Pino ficou exultante com o triunfo. “É a vitória mais importante da minha carreira, devo-a à equipa, que acreditou sempre em mim, às vezes até mais do que eu próprio. Hoje fiz a etapa na roda do Henrique Casimiro”, confessou o vencedor do Grande Prémio.

O mais beneficiado da fuga que animou a fase inicial da etapa foi o veterano Rui Sousa (RP-Boavista), que amealhou os pontos suficientes para subir ao pódio como rei dos trepadores. Outro corredor experiente, Sérgio Paulinho (Efapel), ganhou a classificação das metas volantes. O melhor jovem da competição foi o sub-23 russo Dmitrii Strakhov (Lokosphinx).

A W52-FC Porto impôs-se coletivamente.

Classificações
3.ª Etapa: Belmonte - Manteigas, 163 km
1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 4h46m00s (Média: 34,196 km/h)
2.º João Benta (RP-Boavista), a 1m24s
3.º Dmitrii Strakhov (Lokosphinx), mt
4.º Sergio Pardilla (Caja Rural-Seguros RGA), mt
5.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), mt
6.º Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), a 1m28s
7.º Jesús del Pino (Efapel), a 1m29s
8.º Henrique Casimiro (Efapel), a 1m45s
9.º David da la Fuente (Louletano-Hospital de Loulé), a 2m34s
10.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), mt

Geral Individual
1.º Jesús del Pino (Efapel), 15h11m03s
2.º Alexander Evtushenko (Lokosphinx), a 58s
3.º Beñat Txoperena (Euskadi Basque Country-Murias), a 1m11s
4.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), a 2m00s
5.º Ricardo Mestre (W52-FC Porto), a 2m15s
6.º João Benta (RP-Boavista), a 3m28s
7.º Dmitrii Strakhov (Lokosphinx), a 3m30s
8.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), a 3m34s
9.º Sergio Pardilla (Caja Rural-Seguros RGA), mt
10.º Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), a 3m38s


In federação portuguesa de ciclismo

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
Raúl Alarcón vence isolado em Manteigas

W52 - FC Porto - Mestre da Cor 4 Junho, 2017Corridas | Notícia | Pódio
Foi durante a subida à Torre que Raúl Alarcón se isolou na frente da corrida, chegou a ter 2m30s de vantagem para um grupo perseguidor, conseguiu chegar à meta com 1m24s de vantagem.

94 ciclistas partiram de Belmonte para a última etapa do Grande Prémio Internacional das Beiras e Serra da Estrela. Logo de início se percebeu que ia ser uma etapa complicada, aos 5Km se formou uma fuga com 6 homens.
Os 6 ganharam 4 minutos de vantagem e foram passando à frente em todos os Prémios de Montanha e Metas Volantes, no pelotão a W52-FC Porto-Mestre da Cor ia diminuindo o tempo.
No início da subida de 28Km à Serra da Estrela a partir de Seia a diferença tinha caído para 1m10s e viriam a ser apanhados uns quilómetros à frente.

Durante a restante subida Raúl Alarcón conseguiu destacar-se e foi ganhando tempo ao pelotão e a um grupo de 7 elementos, onde vinha Jesús del Pino (EFP) que acabou por vencer a Geral da prova. O pelotão chegou a 2m34s de Raúl Alarcón.

Fechamos esta prova como vencedores da classificação colectiva, com 3 homens no Top10, e com o Raúl em 3º no Prémio de Montanha. Raúl Alarcón continua a mostrar que se encontra num excelente estado de forma, e toda a equipa tem trabalhado bem.

Classificação Individual 3ª etapa
1º Raúl Alarcón 4h46m00s
5º Amaro Antunes +1m24
10º Rui Vinhas +2m34
22º João Rodrigues +3m46
23º Ricardo Mestre +3m46
24º António Carvalho +3m46
34º Ángel Sanchéz +8m37

Classificação Individual final
4º Raúl Alarcón +2m00
5º Ricardo Mestre +2m15
8º Amaro Antunes +3m34
14º Rui Vinhas +4m44
22º António Carvalho +6m11
28º João Rodrigues +9m18
32º Ángel Sanchez +11:02

Classificação Montanha
3º Raúl Alarcón

Classificação Equipas
1º W52 – FC Porto – Mestre da Cor

In w52fcporto.com

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
Resumo:
1 - vitoria individual em etapas
2 - vitórias colectivas em etapas
5 - top10 em etapas(sem contar com a vitoria)
1 - vitoria geral colectiva
3 - top10 geral individual

http://www.fcporto.ws/index.php?topic=18910.0
« Última modificação: 04/Jun/17, 18:09 por Pipo21 »

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
RAÚL ALARCÓN BRILHOU NA PASSAGEM PELA TORRE

Portista foi o quarto da geral do GP Beiras e Serra da Estrela. Dragões venceram a classificação coletiva

O portista Raúl Alarcón deu na tarde deste domingo mais uma mostra do excelente momento de forma que atravessa ao vencer destacadíssimo a terceira e última etapa do Grande Prémio Beiras e Serra da Estrela, a mais dura dos três dias da prova. O ciclista da W52-FC Porto-Mestre da Cor deixou para trás toda a concorrência na subida ao cume da Serra da Estrela (pela vertente de Seia), concluindo depois em solitário os 25 quilómetros que separavam a passagem pela Torre até à meta, em Manteigas.

Depois de 163 quilómetros que apresentaram como principais obstáculos uma contagem de terceira, uma de segunda e uma de primeira categoria, Alarcón (4h46m) cavou um fosso de 1m24s para o grupo de ciclistas que o perseguiam e que foi encabeçado por João Benta (Rádio Popular-Boavista), pelo russo Dmitry Strakhov (Lokosphinx) e pelo espanhol Jesus Del Pino, que acabou por vencer a classificação geral.

O corredor da Efapel, que à entrada para etapa tinha 10 segundos de atraso para a liderança de Alexander Evtushenko, conseguiu terminar a corrida com uns confortáveis 58 segundos de vantagem para o russo, que foi segundo da geral. O melhor portista foi Raúl Alarcón, no quarto posto (a 2m), seguido por Ricardo Mestre, que desceu três lugares face ao lugar que ocupava à entrada para a última etapa. Concluiu em quinto, a 2m15s do vencedor.

Além de Alarcón e Mestre, terminaram a prova mais cinco portistas: Amaro Antunes (8.º, a 3m34s), Rui Vinhas (14.º, a 4m44s), António Carvalho (22.º, a 6m11s), João Rodrigues (28.º, a 9m18s) e Ángel Rebollido (32.º, a 11m02s).

No que respeita à classificação coletiva, os Dragões foram a equipa vencedora (45h40m04s), com uma confortável vantagem sobre a Efapel (a 3m56s).

In fcporto.pt

Offline jozé

  • Arquibancada
  • *
  • Mensagens: 375
  • Desde: Jul 2015
Alarcón teve uma Primavera fantástica. A continuar assim, certamente será sondado por uma Caja Rural ou mesmo a Movistar.

Gostaria tanto que a equipa fosse a uma Vuelta com este elenco.

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
Alarcón teve uma Primavera fantástica. A continuar assim, certamente será sondado por uma Caja Rural ou mesmo a Movistar.

Gostaria tanto que a equipa fosse a uma Vuelta com este elenco.

Se subirmos a pro-continental certamente que o alarcon não nos virará as costas...