Autor Tópico: 27º GP Jornal de Notícias (24 a 28 de Maio)  (Lida 5808 vezes)

Offline Raba

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.262
  • Desde: Jun 2013
Se a chegada foi ao sprint como é que temos o Alarcón a fechar top3 e o Caldeira mais para trás?

E sim, já sei que o Caldeira tem um papel importante na equipa e tudo mais...

Offline castrius

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.453
  • Desde: Mar 2012
Se a chegada foi ao sprint como é que temos o Alarcón a fechar top3 e o Caldeira mais para trás?

E sim, já sei que o Caldeira tem um papel importante na equipa e tudo mais...
Era uma chegada em paralelo e com alguma inclinação, talvez por isso. Também não sei o que o  Samuel fez ao longo da etapa em termos de trabalho.

Enviado do meu MEO Smart A80 através de Tapatalk


Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.702
  • Desde: Mai 2017
http://www.jn.pt/desporto/videos/interior/uruguaio-estreia-se-na-europa-com-vitoria-na-1a-etapa-do-grande-premio-8507661.html

Bem isso me parece uma chegada ao sprint.Penso que deverá ser por tempo agregado ou alguma bonificação numa meta volante.


Offline Pedro R.

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 5.039
  • Desde: Jul 2015
Esse uruguaio para o ano tá numa continental tuga. Não me admirava nada

Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.702
  • Desde: Mai 2017
Esse uruguaio para o ano tá numa continental tuga. Não me admirava nada

Nem a mim.

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013

O uruguaio Alan Matías Presa (Kuota Construciones Paulino) venceu hoje a primeira etapa em linha do 27.º Grande Prémio Jornal de Notícias, uma ligação de 138,1 quilómetros, entre Ovar e a Maia, que permitiu ao espanhol, Raúl Alarcón (W52-FC Porto) arrecadar a camisola amarela.

A tirada decidiu-se ao sprint, no traiçoeiro empedrado maiato, onde a meta está colocada numa ligeira subida. Estas caraterísticas impediram a maior parte dos sprinters puros de estar na discussão da prova, onde o vice-campeão uruguaio de fundo, Alan Matías Presa, ao serviço da equipa amadora galega Kuota Construciones Paulino foi o mais rápido.

Alan Matías Presa bateu, com alguma surpresa mas com à vontade, os espanhóis Jesús Ezquerra (Sporting-Tavira) e Raúl Alarcón (W52-FC Porto), que, por esta ordem, completaram o pódio da jornada.

“Foi uma vitória muito bonita, a minha primeira vitória na Europa entre profissionais. Na semana passada ganhei uma tirada na Volta à Corunha, mas hoje, pela primeira vez, bati corredores de equipas profissionais europeias”, regozijou-se Alan Matías Presa, velocista conceituado no Uruguai, mas que só agora chega à Europa, a poucos meses de completar 27 anos.

A tirada permitiu à equipa W52-FC Porto baralhar e dar de novo, ou seja, passar a camisola amarela do luso Amaro Antunes para o espanhol Raúl Alarcón. O valenciano, que na edição transata desta corrida também chegou a liderar, dispõe agora de 4 segundos de vantagem sobre cinco colegas de equipa. O segundo na geral é Samuel Caldeira e o terceiro é o anterior comandante.

“Vamos tentar manter a camisola amarela até ao fim. Temos bons corredores que estão num excelente momento e somos seis praticamente com o mesmo tempo. Há que saber jogar taticamente com isso, porque o mais importante é que a camisola amarela fique na equipa. Eu sou apenas uma das hipóteses da equipa, mas sinto-me bem e gosto muito desta corrida e do seu percurso”, confessou Raúl Alarcón.

A primeira etapa em linha acabou, como se previa, por ser decidida ao sprint. Houve, no entanto, um grupo de dez corredores que tentou remar contra a maré, saindo do pelotão com 15 quilómetros percorridos para procurar protagonismo. Oito desses homens levaram a fuga para a fase final, mas apenas três se destacaram, o português Nuno Meireles (Equipo Bolivia), porque ganhou os dois prémios de montanha e vestiu a camisola de melhor trepador, o compatriota Zulmiro Magalhães (LA Alumínios-Metalusa BlakcJack), porque garantiu o direito à camisola das metas volantes, e o espanhol Óscar Hernández (Louletano-Hospital de Loulé), mais combativo, apenas alcançado a 10 quilómetros do fim.

Além de vencer a etapa, Alan Matías Presa é o dono da camisola dos pontos. Fábio Mansilhas (Miranda/Mortágua) comanda a classificação dos sub-23 das equipas de clube. A W52-FC Porto permanece na frente da geral coletiva.

A segunda etapa, a disputar nesta sexta-feira, tem dois setores. O pelotão parte da Maia, às 9h30, para uma viagem de 83,7 quilómetros, que vai terminar, cerca das 11h30, no alto de Santa Luzia, em Viana do Castelo. A partir das 17h00 corre-se um contrarrelógio individual de 6,7 quilómetros, entre Barcelos e o alto da Franqueira.

Os dois setores terminam em subidas curtas, mas exigentes, esperando-se que a jornada de sexta-feira tenha um impacto significativo na classificação geral.

Classificações
1.ª Etapa: Ovar - Maia, 138,1 km
1.º Alan Matías Presa (Kuota/Construciones Paulino), 3h26m19s (Média: 40,162 km/h)
2.º Jesús Ezquerra (Sporting-Tavira), mt
3.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), mt
4.º César Fonte (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), mt
5.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), mt
6.º Luís Gomes (RP-Boavista), mt
7.º Alejandro Marque (Sporting-Tavira), mt
8.º César Martingil (Liberty Seguros/Carglass), mt
9.º Francisco Campos (Miranda/Mortágua), mt
10.º Luís Mendonça (Louletano-Hospital de Loulé), mt

Geral Individual
1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 3h33m16s
2.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), a 4s
3.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), mt
4.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), mt
5.º António Carvalho (W52-FC Porto), mt
6.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), mt
7.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), a 5s
8.º Luís Gomes (RP-Boavista), mt
9.º João Benta (RP-Boavista), mt
10.º Filipe Cardoso (RP-Boavista), mt

In federação portuguesa de ciclismo

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
RAÚL ALARCÓN LIDERA GRANDE PRÉMIO JN

Ciclista dos Dragões foi terceiro na primeira etapa em linha, mas segue na liderança da geral individual

A camisola amarela do Grande Prémio Jornal de Notícias mudou de dono, mas continua na posse da W52-FC Porto-Mestre da Cor. Depois de Amaro Antunes a ter vestido após a realização do prólogo, Raúl Alarcón, que no princípio do mês venceu a Volta às Astúrias, reclamou para si a liderança da classificação geral individual ao terminar em terceiro lugar a primeira etapa da prova, que ligou Ovar à Maia, num total de 138,1 quilómetros.

Raúl Alarcón, batido ao sprint pelo uruguaio Alan Matías Presa (Kuota Construciones Paulino), vencedor da tirada, é líder da geral individual com quatro segundos de vantagem sobre cinco companheiros de equipa que seguem no top-10: Samuel Caldeira (2.º), Amaro Antunes (3.º), Rui Vinhas (4.º), António Carvalho (5.º) e Gustavo Veloso (6.). A classificação geral coletiva continua a ser comandada pela W52-FC Porto-Mestre da Cor.

Esta sexta-feira realiza-se a segunda etapa deste Grande Prémio Jornal de Notícias, dividida em dois setores: o pelotão parte da Maia, às 9h30, para uma viagem de 83,7 quilómetros, que vai terminar, por volta das 11h30, no alto de Santa Luzia, em Viana do Castelo. A partir das 17h00, corre-se um contrarrelógio individual de 6,7 quilómetros, entre Barcelos e o alto da Franqueira.

In fcporto.pt

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
Classificação dos portistas 1ª etapa
3º Raul alarcon 0:00
13º Samuel caldeira 0:00
18º amaro Antunes 0:00
24º rui Vinhas 0:00
29º António carvalho 0:00
37º Gustavo Veloso 0:00
61º Ricardo mestre 0:00
80º Joaquim silva 0:48

Por equipas 3º lugar na etapa.

Classificacoes geral individual:
1º Raul alarcon
2º Samuel caldeira 0:04
3º amaro Antunes 0:04
4º rui Vinhas 0:04
5º António carvalho 0:04
6º Gustavo veloso 0:04
31º Ricardo mestre 0:16
71º Joaquim silva 0:52

Por pontos:
3º Raul alarcon

Por equipas geral
1º w52fcporto


Link classificações: http://www.fpciclismo.pt/ficheirossite/25052017175253.pdf
« Última modificação: 25/Mai/17, 22:59 por Pipo21 »

Offline mgtp

  • Bancada lateral
  • **
  • Mensagens: 513
  • Desde: Mar 2012
Vitória de Raul Alarcon em Viana do Castelo a reforçar a liderança.

Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.702
  • Desde: Mai 2017
Logo mais tem um contrarrelógio individual que completa a etapa.Vamos ver o que dá.

Offline Pedro R.

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 5.039
  • Desde: Jul 2015
Logo mais tem um contrarrelógio individual que completa a etapa.Vamos ver o que dá.

Cronoescalada

Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.702
  • Desde: Mai 2017

Offline Pedro R.

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 5.039
  • Desde: Jul 2015
Qual a diferença?

O contra relógio vai ser a subir. Pelo que vi do livro de prova são 6.3km a quase 6%

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
O espanhol Raúl Alarcón (W52-FC Porto) reforçou a liderança no Grande Prémio Jornal de Notícias, vencendo, na manhã de hoje, o primeiro setor da segunda etapa, uma ligação de 83,7 quilómetros entre a Maia e o alto de Santa Luzia, Viana do Castelo.

Os 3 quilómetros de subida em empedrado, desde Viana do Castelo até Santa Luzia, selecionaram os melhores. Raúl Alarcón defendeu a camisola amarela atacando para a vitória na etapa, ao cabo de 1h58m19s de prova. João Benta (RP-Boavista) chegou no segundo lugar, com o mesmo tempo, e queixou-se de sprint irregular do espanhol, reclamação não atendida pelo colégio de comissários. O terceiro, a 2 segundos, foi o vencedor do ano passado no alto de Santa Luzia, Daniel Mestre (Efapel).

O setor matinal da segunda etapa foi animado por um grupo de nove corredores que se adiantou ao pelotão com 5 quilómetros percorridos. A iniciativa, cuja vantagem nunca chegou a 1 minuto, foi anulada na aproximação a Viana do Castelo, a 9 quilómetros da meta, permitindo que os candidatos ao triunfo no Grande Prémio Jornal de Notícias se mostrassem no fim da tirada.

A vitória de etapa permitiu a Raúl Alarcón cimentar o comando. Dispõe agora de 7 segundos de vantagem sobre João Benta e de 13 segundos sobre Daniel Mestre. “Ganhar nunca é fácil e não podemos dizer que esteja mais fácil conquistar o Grande Prémio Jornal de Notícias, mas a verdade é que ficámos em melhores condições para o conseguir. No entanto há que continuar a trabalhar e hoje à tarde ainda temos um exercício de grande dificuldade”, frisou Raúl Alarcón.

O espanhol a W52-FC Porto passou a comandar também a classificação por pontos, Nuno Meireles (Equipo Bolivia) segurou a camisola da montanha, Márcio Barbosa (ACDC Trofa) é o novo comandante das metas volantes e Jorge Magalhães substituiu o colega Fábio Mansilhas no topo da lista da juventude. A W52-FC Porto segue na frente por equipas.

A segunda etapa, disputada nesta sexta-feira, terá um segundo setor, um contrarrelógio individual de 6,7 quilómetros, a disputar a partir das 17h00, entre Barcelos e o alto da Franqueira. Os derradeiros 3 quilómetros são sempre em subida, com troços de empedrado. Esperam-se maiores diferenças no setor vespertino do que no matinal.

Classificação
2.ª Etapa - 1.º Setor: Maia - Santa Luzia, 83,7 km
1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 1h58m19s
2.º João Benta (RP-Boavista), mt
3.º Daniel Mestre (Efapel), a 2s
4.º César Fonte (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), a 4s
5.º Frederico Figueirero (Sporting-Tavira), a 7s
6.º António Carvalho (W52-FC Porto), mt
7.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), mt
8.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), mt
9.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), mt
10.º Henrique Casimiro (Efapel), mt

Geral Individual
1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 5h31m29s
2.º João Benta (RP-Boavista), a 7s
3.º Daniel Mestre (Efapel), a 13s
4.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), a 17s
5.º António Carvalho (WW52-FC Porto), mt
6.º Rui Vinhas (W52-Fc Porto), mt
7.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), a 18s
8.º Rafael Silva (Efapel), a 20s
9.º Henrique Casimiro (Efapel), a 21s
10.º César Fonte (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), a 22s

In federação portuguesa de ciclismo
« Última modificação: 26/Mai/17, 14:28 por Pipo21 »

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
Raúl Alarcón é ainda mais líder do Grande Prémio JN, depois de vencer o primeiro setor da segunda etapa da prova, disputado durante a manhã desta sexta-feira. O espanhol da W52-FC Porto-Mestre da Cor foi o primeiro a cortar a meta no alto de Santa Luzia, ganhando ao sprint a João Benta, da RP-Boavista, que é agora segundo da geral, a sete segundos do ciclista alicantino dos Dragões.

Durante o primeiro setor da etapa, que ligou a Maia a Viana do Castelo numa extensão de 83,7 quilómetros, a equipa da W52-FC Porto-Mestre da Cor, que liderou sempre o pelotão e coloca quatro ciclistas entre os dez primeiros da geral, anulou uma fuga a nove quilómetros da meta antes de Alarcón se impor ao sprint ao final dos três quilómetros da subida de segunda categoria.

Raúl Alarcón, o camisola amarela que no início do mês venceu a Volta às Astúrias, deixando para trás o colombiano Nairo Quintana e o espanhol Óscar Sevilla, ampliou de quatro para sete segundos a vantagem sobre o segundo classificado, que é agora João Benta, da RP-Boavista. Amaro Antunes, o segundo melhor entre os Dragões, é quarto da geral, a 17 segundos de Alarcón e com o mesmo tempo dos também portistas António Carvalho e Rui Vinhas.

O segundo setor da segunda etapa da prova corre-se também nesta sexta-feira, a partir das 17h00, num contrarrelógio individual de 6,7 quilómetros entre Barcelos e o alto da Franqueira.

CLASSIFICAÇÕES

2.ª Etapa - 1.º Setor: Maia - Santa Luzia, 83,7 km
1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 1h58m19s
2.º João Benta (RP-Boavista), mt
3.º Daniel Mestre (Efapel), a 2s
4.º César Fonte (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), a 4s
5.º Frederico Figueirero (Sporting-Tavira), a 7s
6.º António Carvalho (W52-FC Porto), mt
7.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), mt
8.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), mt
9.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), mt
10.º Henrique Casimiro (Efapel), mt

Geral Individual
1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 5h31m29s
2.º João Benta (RP-Boavista), a 7s
3.º Daniel Mestre (Efapel), a 13s
4.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), a 17s
5.º António Carvalho (WW52-FC Porto), mt
6.º Rui Vinhas (W52-Fc Porto), mt
7.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), a 18s
8.º Rafael Silva (Efapel), a 20s
9.º Henrique Casimiro (Efapel), a 21s
10.º César Fonte (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), a 22s

In fcporto.pt