Autor Tópico: Gp do dão 13/14 maio 2017  (Lida 3445 vezes)

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
Vai ter consequências, não aguardo nada de bom após este acontecimento.

:(

Offline Pedro R.

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 5.056
  • Desde: Jul 2015
Que absurdo.

Offline Raba

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.262
  • Desde: Jun 2013
LOL


Offline joaoalvercafcp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 18.958
  • Desde: Mar 2012
http://www.fcporto.pt/pt/Pages/fc-porto.aspx

SEGUNDA ETAPA DO GP DO DÃO FOI CANCELADA

Problemas no policiamento à chegada a Viseu motivaram interrupção da corrida. Classificações estão suspensas

A segunda etapa do Grande Prémio do Dão foi este domingo cancelada devido a problemas na transição do policiamento da Guarda Nacional Republicana para a Polícia de Segurança Pública, na chegada à cidade de Viseu. Segundo pode ler-se num comunicado da Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais, os problemas entre as duas forças de segurança motivaram um engano no percurso, o que fez com que os ciclistas parassem antes de cruzar a meta pela última vez.

Posto isto, a organização da prova, juntamente com o Colégio de Comissários, decidiu anular a segunda e última etapa da prova. A Federação Portuguesa de Ciclismo vai agora esperar pelo relatório do Colégio de Comissários para decidir sobre a homologação dos resultados da última prova pontuável para a edição de 2017 da Taça de Portugal de elite e Sub-23.

No sábado, no contrarrelógio que deu início à corrida, o portista Ricardo Mestre fez o sétimo tempo, gastando mais 1m08s do que o vencedor da etapa, o espanhol Alejandro Marque (Sporting-Tavira), com Gustavo Veloso a chegar pouco depois, no nono posto, a 1m16s do mais rápido.

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
A Direção da Federação Portuguesa de Ciclismo, reunida em 30 de maio de 2017, analisou as circunstâncias em que terminou o Grande Prémio do Dão.

O Relatório do Presidente do Colégio de Comissários reconhece que aconteceram situações de insegurança na área urbana de Viseu, depois da transição da responsabilidade de policiamento da GNR para a PSP, e também provocadas pela deficiente sinalização. O organizador da corrida, a Associação de Ciclismo de Viseu, reconhece as falhas de sinalização, identificando como causa das mesmas o serviço mal prestado pela empresa contratada para colocar as placas de indicação do percurso.

O Relatório do Presidente do Colégio de Comissários entende que estavam reunidas as condições de segurança no momento em que a prova foi reiniciada. Nesse sentido, entendeu penalizar os corredores que impediram que a prova se desenrolasse com normalidade, aplicando a cada um a pena de expulsão da corrida e uma multa de 100 francos suíços. O Colégio de Comissários considerou nula a segunda etapa da competição, devendo a classificação geral final ter em conta apenas os resultados da primeira etapa, expurgando dos mesmos os ciclistas aos quais foi aplicada a expulsão da corrida.

No seguimento das decisões do Colégio de Comissários, depois de refeitas as classificações com base nos resultados da primeira etapa, expurgando da listagem os ciclistas expulsos da competição, é declarado vencedor do Grande Prémio do Dão o ciclista Óscar González, da equipa Sporting-Tavira.

A Direção da Federação Portuguesa de Ciclismo decidiu que, como previsto, a edição de 2017 da Taça de Portugal de Elite e Sub-23 terminou com o Grande Prémio do Dão. Tendo em conta os resultados desta corrida, são declarados vencedores individuais o elite Samuel Caldeira (W52-FC Porto) e o sub-23 Xuban Errazquin (RP-Boavista). Coletivamente, vencem a equipa continental W52-FC Porto e a equipa de clube Liberty Seguros/Carglass.

A Federação Portuguesa de Ciclismo enviou um ofício à Secretaria de Estado da Administração Interna, lamentando os factos ocorridos e solicitando uma tomada de posição para garantir que o acompanhamento dos eventos desportivos de ciclismo seja assegurado por uma única força de segurança, desde a partida até à chegada, incluindo todas as etapas das provas por etapas.

in federação portuguesa de ciclismo

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
http://www.fpciclismo.pt/ficheirossite/01062017155815.pdf

Classificações após a decisão.



Portistas:
3º Samuel caldeira 0:42
20º Jacobo ucha 1:51

« Última modificação: 01/Jun/17, 16:36 por Pipo21 »

Offline Pipo21

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.801
  • Desde: Dez 2013
Classificação final da taça de Portugal
http://www.fpciclismo.pt/ficheirossite/01062017155620.pdf

1º Samuel caldeira 166
12º Ricardo mestre 67
13º rui Vinhas 67
14º Joaquim silva 65
18º Daniel Freitas 50
19º amaro Antunes 49
31º joao Rodrigues 19
46º Jacobo ucha 9
95º Juan Martin 1


1º w52fcporto 58 pontos
2º sporting Tavira 51pontos
3º Liberty 46pontos
« Última modificação: 01/Jun/17, 16:46 por Pipo21 »